Mesmo divertindo, “Vai Que Cola” não é prioridade do elenco principal

(Foto: Reprodução Facebook)

(Foto: Reprodução Facebook)

Após a estreia da terceira temporada, o humorístico “Vai Que Cola”, do canal pago Multishow, continua levando vários espectadores a plateia montada no cenário e ao público de casa para a televisão. Com o recente lançamento do filme no mesmo formato do seriado (mas sem o cenário rotativo), a atração manteve o seu bom humor característico e o elenco impecável que iniciou a série.

No entanto, com a chegada da terceira temporada, e novas histórias para levar o público a mais gargalhadas, percebemos (pelo menos de imediato) que o sucesso morre no momento em que sobe ao palco e reflete no elenco. A segunda temporada refletia como Paulo Gustavo nunca sossegou em um lugar só. Com suas várias peças como “Hiperativo” e “220 Volts”, Gustavo nem sempre estava no palco, o que por muitas vezes intrigava o público presente.

Nesta temporada, o que está mais evidente é que as agendas não coincidem e o elenco está se “despedaçando” para dar conta do recado. Personagens como Wilson e Terezinha, tão presentes nas duas primeiras temporadas, sumiram em muitos episódios e abriram espaço para destacar Sanderson e Velna (essa última apagada pelas gritarias da personagem de Cacau).

Como espectador que se interessou pelo estilo inovador da série desde o início e pelo elenco estar sempre interligado nas piadas e trejeitos, o que vejo é um abandono do elenco, que de alguma forma vê o formato declinar na audiência (o que não acontece). Claro que os projetos pessoais e questões de saúde acabam tomando um bom tempo, mas o espectador acaba muitas vezes entendendo essa situação de uma maneira equivocada. Não vejo o formato decaído. É uma das poucas atrações do canal que ficamos sempre ansiosos para assistir cada capítulo, mesmo aos finais de semana, onde a TV por assinatura é sempre o mais do mesmo.

O elenco precisa de um sacode. As histórias são boas, a terceira temporada mais uma vez mostra o talento de cada artista, até mesmo surpreende em mostrar lados diferentes de cada ator e atriz, e diverte de uma maneira debochada e gritante (porque ali ninguém fala normal, só gritando). “Vai Que Cola” precisa continuar.

Anúncios

Um comentário sobre “Mesmo divertindo, “Vai Que Cola” não é prioridade do elenco principal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.