Estamos longe de evitar a corrupção no país

 

O episódio do ex-presidente Lula, levado até então para Curitiba para depor, mas sendo interrogado no aeroporto de Congonhas, nem de longe inicia a derradeira conclusão da Operação Lava Jato. O ex-presidente é mais um personagem na difícil missão que as investigações têm de amenizar a corrupção no Brasil.

O governo brasileiro passa pelo processo de corrupção desde que essas terras se entendem por país, e logo em seguida por sua independência. Não é à toa que desse período que começou a surgir a expressão do “jeitinho brasileiro”, de fazer e acontecer.

A Operação Lava Jato, neste momento, determina que ninguém está livre de uma corrupção, seja ela grande, como o escândalo na Petrobras, seja ela pequena, como pedir fiado no açougue, por exemplo. Claro que o uso do dinheiro público, papel principal das investigações da operação, afeta a economia e o funcionamento do país como um todo.

O que não podemos deixar de observar é que a corrupção está atrelada a vários fatores em nosso cotidiano: aquela sonegação de impostos, por exemplo, é de longe um crime que afeta a economia nacional. Se fossem retirados os roubos que temos no governo, o dinheiro arrecado no Imposto de Renda poderia muito bem ser usado para melhorias, como reformas nas escolas, pavimentação de ruas e limpeza de terrenos.

Claro que a corrupção não pode ser generalizada, mas o ponto principal dessa análise é que casos como o estouro do Mensalão, o impeachment de Fernando Collor e, recentemente, o caso da Petrobras, não são os primeiros indícios de roubo e corrupção no país.

A atual fase da Lava Jato pouco vai resolver alguma coisa significativa no Brasil. Temos muitos fatos que precisam ser averiguados para que possamos ter um governo limpo e sem bandidagem. Criar caso porque um dos líderes do PT foi preso e demonstrar que ninguém está acima da lei é criar tempestade em copo de água. Realmente ninguém pode fugir da lei, a não ser que ela seja manipulada para favorecimento, e infelizmente, isso está acontecendo na operação. Não chegamos nem na metade de resolver os problemas no governo brasileiro.

Se procurarmos, vamos achar muitos mais nomes envolvidos em escândalos grandes ou até maiores do que a Lava Jato. E vamos achar políticos de outros partidos, pois ninguém está livre da lei.

Por isso, para começar a mudar o país realmente, temos que saber votar nas eleições. Não adianta vender o voto por promessas de político, quem muito promete, não cumpre. E vamos manifestar, pois é um dos melhores jeitos de dizer que estamos descontentes com a situação do Brasil. Essa é a hora realmente de mudar o país e junto mudar o nosso caráter.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.