Impeachment pode dar muito certo. Ou pode dar muito errado

2015-875939945-201512211854312862.jpg_20151221

 

O processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff será voltado pela Câmara dos Deputados neste domingo (porque sim), dia 15 de abril , e pode abrir várias precedentes para a continuidade da política no Brasil a partir da segunda-feira. Aliados dizem que o processo é golpe, porque não ficou comprovado o crime de responsabilidade fiscal. A oposição fervorosa ataca de todas as maneiras para que o processo seja votado e Dilma saia do poder.

Esse “jogo” político já causou várias manifestações, prisões de políticos e autoridades envolvidas em escândalos de propina e corrupção, desencadeou a operação Lava Jato, abriu precedentes para a investigação de denúncias sobre o desvio da merenda no estado de São Paulo e já retirou diversos ministros que estão com medo que o governo do PT “caia de vez”.

A população está dividida entre “coxinhas”, que querem a saída da Dilma custe o que custar, e os “petralhas”, que defendem o país de um possível “golpe contra a democracia”. Os ânimos estão fervorosos com votação de domingo e manifestações estão sendo marcadas em todo o país.

Mas será que teremos a tão sonhada mudança política do Brasil? Vamos tirar a Dilma para deixar o Temer, que foi considerado um “vice figurativo”? Para vermos depois o Cunha assumir a presidência vice-presidência do país? Não estamos mudando o Brasil, estamos apenas “trocando seis por meia dúzia”.

Impeachment pode dar muito certo. Ou pode dar muito errado. Que venha domingo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.