Gilmar chama de “bêbados” autores da Lei da Ficha Limpa

 

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, criticou na última quarta-feira (17) o texto elaborado e aprovado da Lei da Ficha Limpa. Sem qualquer pudor, Mendes disse que a lei foi “feita por bêbados” e que não especifica que contas os políticos devem apresentar para serem elegíveis.

Na prática, o texto não especifica quais contas, seja de caráter pessoal ou político, o candidato as eleições deve apresentar para ser elegível no ano de eleição.

Já nesta quinta-feira (18) o presidente voltou a soltar novas críticas a Lei, dizendo que a lei foi “feita de afogadilho”, e os autores da legislação quiseram “brincar de Deus”. A lei foi feita por iniciativa popular e foi aprovada em 2010.

Uma coisa é a lei ser feita e não ter o seu devido efeito, mas a Lei da Ficha Limpa já enquadrou muitos políticos que estavam envolvidos com corrupção e com processos judiciais de outras campanhas eleitorais.

O texto pode não ser claro, precisa ser meio trabalhado, mas a lei é sucinta quando excluí quem não tem as contas certas com o governo. Gilmar Mendes foi infeliz na primeira declaração e continua errando, como tudo que a de ruim nesse Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.