O clickbait do jornalismo

(Foto: Reprodução/Twitter)

Me deparei nesta semana, mais precisamente nesta quarta-feira (19), com uma situação curiosa, mas corriqueira do jornalismo. A apresentadora Maísa Silva, do Sbt, publicou em seu twitter que estava incomodada com a repercussão de uma reportagem sobre sua carreira veiculada pelo Conexão Repórter.

Ela selecionou alguns prints mostrando títulos de reportagens de sites como Yahoo, Capricho e IstoÉ, mostrando que os jornalistas deram mais ênfase ao fato de que Maísa nunca “dormiu com o namorado” do que pela sua trajetória na televisão. Com isso, ela mudou seu nome no twitter para “+a revolts”.

https://platform.twitter.com/widgets.js

Por mais que Maísa esteja “revoltada” com isso, não é de hoje que o jornalismo produz esse tipo de conteúdo. O público sempre foi envolvido por esses títulos mais chamativos e até mesmo escandalosos, e isso sempre acaba ganhando cliques e comentários. Chamar a atenção para algo mais pejorativo e até mesmo sexual faz com que o jornalismo perca sua essência, mesmo informando o público.

Isto acontece também quando alguma emissora ou site quer publicar um furo jornalístico. O furo é uma notícia inédita, produzida no hard news diário e que pode atrair uma legião de leitores. Não é a toa que estamos sendo bombardeados de publicações sobre o caso Neymar e do ator Rafael Miguel, por exemplo. A cada momento acontece um fato que a imprensa se vê na obrigação de noticiar. Tudo vira notícia, independente do apelo informativo.

Nossa era tecnológica faz com que as notícias sejam publicadas o quanto antes, e isso é um risco para a qualidade jornalística. Muitas vezes vemos textos mal produzidos simplesmente pelo furo ou mesmo, como no caso de Maísa, uma cópia de um mesmo assunto ou viés publicado por diversos veículos.

Por mais rude e desrespeitoso que possa ser essa publicação, aposto minhas fichas que muitas pessoas acessaram a reportagem e consumiram aquele conteúdo. Um desserviço, mas é essa nossa realidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.