A “moral dos bons costumes” e a censura na Bienal do Livro

Bienal do Livro
(Foto: Reprodução)

 

A Bienal do Livro do Rio de Janeiro deste ano ficou marcada por um episódio desagradável com uma revista em HQ onde mostra dois personagens homens de beijando. A imagem se tornou um absurdo para o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, que teve a capacidade e o vexame de tentar recolher o livro.

Não bastasse, ele quis classificar livros com temática LGBT impróprios, o que se tornou um verdadeiro absurdo e causou polêmicas entre os visitantes da Bienal.

O prefeito perdeu a oportunidade de ficar na casa dele sem precisar causar. Quis pregar a moral dos bons costumes, lá de Dom Pedro I, em um ambiente onde não há mais ignorantes. As pessoas se mobilizaram e fizeram do evento um grande protesto contra a censura e homofobia.

Aliás, vivemos em tempos de tanta liberdade de expressão e tentativas de criar uma sociedade mais diversificada, que episódios como esse só mostram como nossa população ainda é atrasada, justamente onde a censura vem de um representante deste governo já tão criticado em pouco tempo.

Hoje não toleramos mais episódios como esse, que só demonstrou a ineficiência do governo municipal, e precisamos continuar lutando por nossos direitos e nossas liberdades. Não podemos tolerar mais a censura e o preconceito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.